01 | JANEIRO 2023

Caderno.A

Cinema
e Escola

Abrimos com Denise Combinato, Thais Oliveira e Claudia Vilela, que com o seu artigo A educação da sensibilidade através da análise estética de obras fílmicas e literária nos expõem os resultados de um conjunto de metodologias de ensino com o uso do cinema, que inclui a produção fílmica por parte de alunos com percursos muito variados. Os resultados variados, os questionamentos sociais e políticos, que emergem organicamente com a aplicação destas metodologias, demonstram-nos a pertinência da aprendizagem activa e entusiástica. Manuela Cachadinha, por sua vez, traz-nos a perspectiva do uso do filme como ferramenta pedagógica, como forma de interpelar os alunos para o questionamento crítico de temas e ideias. Fechamos o caderno com Fabrício Queiroz, que trabalhou projectos de criação experimental com o audiovisual, aplicando princípios de práticas metodológicas próprias da antropologia e da metafísica na sala de aula. Confronta-nos com a diluição constante entre o papel de professor, investigador, e aprendiz, e os questionamentos que essa diluição nos provoca.

A educação da sensibilidade através da análise estética de obras fílmicas e literárias

Denise Stefanoni Combinato

Departamento de Humanidades do Instituto Tecnológico de Aeronáutica, Brasil

Thais Cristina Silva de Oliveira

Secretaria de Estado da Educação de São Paulo, Brasil

Cláudia Renata Santos Vilela

Secretaria de Estado da Educação de São Paulo, Brasil

Resumo

Vivemos em um contexto histórico orientado por referenciais econômicos, com uma formação pautada na razão instrumental. Será essa formação suficiente para alunos e professores da Educação Básica apropriarem-se do conhecimento clássico e se formarem integralmente? Entendemos que uma formação integral do ser humano, que inclua o sentir, o pensar e o fazer e que valorize o outro, o diferente e o múltiplo demanda uma perspectiva estética e expressiva na formação de alunos e professores, tendo em vista a promoção do desenvolvimento integral humano e social. Com base nesses preceitos, desenvolveu-se uma pesquisa-ação em uma Escola Estadual de Ensino Médio Integral de São José dos Campos (São Paulo/Brasil), financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), cujo objetivo era investigar os impactos da articulação da arte literária com o audiovisual no processo ensino-aprendizagem. Algumas atividades desenvolvidas foram a análise estética de obras fílmicas autorais e literárias com professores e alunos, por exemplo, “O menino e o mundo”, de Alê Abreu (2014), e a produção audiovisual de curtas pelos alunos. Após três anos da pesquisa-ação com o mesmo grupo de alunos e de professoras de Arte, Geografia, História e Língua Portuguesa, identificou-se uma maior aproximação dos sujeitos envolvidos com o audiovisual, uma ampliação da capacidade leitora, interpretativa, perceptiva, imaginativa, crítica e sensível de alunos e professores, uma intensificação no processo de estudo, de leitura e de escrita de alunos, assim como uma maior articulação entre as áreas do conhecimento (interdisciplinaridade).

ver artigo em pdf

Abstract

We live in a historical context guided by economic references, with an education based on instrumental reason. Is this education sufficient for students and teachers of Basic Education to appropriate classical knowledge and fully graduate? We understand that an integral formation of the human being, that includes feeling, thinking, and doing, and that values the other, the different, and the multiple, demands an aesthetic and expressive perspective in the education of students and teachers, considering the promotion of integral human and social development. Based on these precepts, action research was developed in a State School of Integral High School in São José dos Campos (São Paulo/Brazil), financed by the Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) [São Paulo State Research Support Foundation], whose goal was to investigate the impacts of the articulation of literary art with audiovisual on the teaching-learning process. Some activities developed were the aesthetic analysis of authorial filmic and literary works with teachers and students, for example, “O menino e o mundo” [Boy and the World], by Alê Abreu (2014), and the audiovisual production of short films by the students. After three years of action research with the same group of students and teachers of Art, Geography, History and Portuguese Language, a greater approximation of the subjects involved with the audiovisual was identified, as well as an expansion of the reading, interpretive, perceptive, imaginative, critical and sensitive capacity of students and teachers, an intensification in the process of study, reading and writing of students, and a greater articulation between the areas of knowledge (interdisciplinarity).

Imagens e filmes enquanto recursos educativos

Manuela Benvinda Vieira Gomes Cachadinha

Instituto Politécnico de Viana do Castelo / Centro de Estudos das Migrações e das Relações Interculturais

Resumo

Temos vindo a utilizar imagens e filmes como instrumentos pedagógicos dentro e fora da sala de aula. Dentro da sala de aula, temos trabalhado com filmes que foram exibidos nos circuitos comerciais e que depois projetamos para os alunos com o intuito de provocar a reflexão sobre determinadas situações educativas e sociais. Fora da sala de aula, temos trabalhado com imagens e filmes que os próprios alunos produziram, a partir de contextos sociais e culturais reais, e que constituem pontos de partida para a apropriação intelectual e reflexiva das realidades retratadas e filmadas. Os instrumentos audiovisuais utilizados têm-se revelado com potencialidades educativas e pedagógicas vantajosas, relativamente a outros recursos e estratégias mais convencionais, como sejam os livros em papel. Em contacto com os recursos audiovisuais os alunos apresentam um maior envolvimento com as temáticas que se pretendem tratar dentro da sala. Ao produzirem imagens e filmes, os alunos envolvem-se ativamente com as situações filmadas, gerando-se reflexões tendencialmente mais críticas e implicadas na resolução de eventuais problemas retratados pelas imagens. Temos constatado que a utilização dos recursos audiovisuais e dos filmes constitui também uma forma de ultrapassar distanciamentos e alheamentos que, por vezes, os alunos apresentam relativamente a algumas matérias ou temáticas. Podemos constatar que imagens e filmes afirmam-se como recursos estratégicos, sobretudo quando inseridos em projetos de investigação-ação na esfera pedagógica, de inovação educacional e de aprendizagem de serviço. Os meios audiovisuais e, sobretudo, os filmes representam também um recurso valioso quando inserido em projetos de promoção do sucesso escolar.

ver artigo em pdf

Abstract

We have been using images and films as teaching tools inside and outside the classroom. Within the classroom, we have been working with films that were shown on commercial circuits and that we then designed for students in order to provoke reflection on certain educational and social situations. Outside the classroom, we have been working with images and films that the students themselves produced, based on real social and cultural contexts, and that are starting points for the intellectual and reflective appropriation of the realities portrayed and filmed. The audiovisual instruments used have proved to have advantageous educational and pedagogical potentials, in relation to other more conventional resources and strategies, such as paper books. In contact with the audiovisual resources, students have a greater involvement with the themes that are intended to be treated within the room. When producing images and films, students are actively involved with the situations filmed, generating reflections that tend to be more critical and involved in solving any problems portrayed by the images. We have found that the use of audiovisual resources and films is also a way of overcoming distances and alienations that students sometimes present in relation to some subjects or themes. We can see that images and films assert themselves as strategic resources, especially when inserted in action research projects in the pedagogical sphere, educational innovation and service learning. Audiovisual resources and, above all, films also represent a valuable resource when inserted in projects to promote school success.

O DIALETO DAS NARRATIVAS DIGITAIS NA ESCOLA: experimentações etnográficas com secundaristas

Fabrício David de Queiroz

Universidade Federal de Goiás, Brasil

Resumo

O presente texto explora o trabalho de campo realizado com estudantes secundaristas a partir de experimentações etnográficas em uma roda de conversa sob o contexto de aula. Procura-se a abordagem cultural referente à relação da juventude com a escola pela interdisciplinaridade entre as áreas da educação e da antropologia. A fratura da formação escolar com o dialeto das narrativas digitais coloca o problema da investigação. Assume-se o paradigma da imagem como panorama da contemporaneidade para pensar a condição humana. Justifica o esforço aqui empreendido o descompasso cultural premente entre a escola e os estudantes, as concepções das ciências sociais que negligenciam a condição humana da juventude, a empreita da antropologia voltada para o tema da juventude e, por fim, os entraves da formação escolar contemporânea em vista de relações culturais partilhadas. A atividade pedagógica de uma roda de conversa com o tema das narrativas digitais e o respectivo registro audiovisual realizado pelos estudantes e investigadores foi objeto de uma etnografia experimental neste trabalho. Assim, realizou-se uma tentativa de trabalho pedagógico que trouxe a cultura juvenil para o contexto escolar, o que evidenciou a necessidade de integração cultural no processo formativo para superar a imediata experiência dos estudantes com as narrativas digitais e para viabilizar a prática pedagógica. A constituição filosófica de um problema teve seu início pela produção de um vídeo etnográfico, resta-lhes desenvolver a liberdade que a câmera lhes permite viver e pensar pela imagem.

ver artigo em pdf

Abstract

This text explores the field-work carried out with high school students from ethnographic experiments in a circle of conversation under the context of the class. The cultural approach related to the relationship between youth and school is sought through interdisciplinarity between the areas of education and anthropology. The fracture of school education with the dialect of digital narratives put on the problem of investigation. The image paradigm is assumed as a panorama of contemporaneity to think about the human condition. The effort here undertaken justifies the pressing cultural gap between the school and the students, the conceptions of the social sciences that neglect the human condition of youth, the anthropological endeavor focused on the theme of youth and, finally, the obstacles of contemporary school education in view of shared cultural relations. The pedagogical activity of a conversation circle with the theme of digital narratives and the respective audiovisual record made by students and researchers was the subject of an experimental ethnography in this work. Thus, there was an attempt at pedagogical work that brought youth culture to the school context, which evidenced the need for cultural integration about formation process to overcome the students’ immediate experience with digital narratives and to make pedagogical practice feasible. The philosophical constitution of a problem began with the production of an ethnographic video, it remains for them to develop the freedom that the camera allows them to live and think through the image.

Ficha técnica

TÍTULO: Cinemas
DIRECÇÃO: Daniel Maciel
COMISSÃO EDITORIAL: Daniel Maciel, Gláucia Davino e Teresa Norton Dias
TIPO DE PUBLICAÇÃO: Periódica
TIRAGEM: Edição electrónica
FORMATO: PDF
ISSN: 2975-8521
DATA DE PUBLICAÇÃO: Janeiro de 2023
DISPONIBILIZAÇÃO ONLINE: Janeiro de 2023
EDIÇÃO: AO NORTE
CIDADE: Viana do Castelo
ÁREA TEMÁTICA: Cinema | Educação | Investigação
DESIGN: Carlos Coutinho – publiSITO

Corpo editorial

Informações para submissão

AO NORTE
• Associação de Produção e Animação Audiovisual •
Praça D. Maria II, 113, R/C
4900-489 Viana do Castelo
Portugal

1994 - . AO NORTE . Associação de Produção e Animação Audiovisual . Todos os direitos reservados

. Webdesign by publiSITIO . Todos os direitos reservados