AO NORTE . Associação de Produção e Animação Audiovisual

EXPOSIÇÃO . FOTOGRAFIA


Rui Apolinário
\ Primitive reason
de Rui Apolinário

\ 19 de outubro a 30 de novembro / 2018
\ Galeria Espaço AO NORTE

Inauguração dia 19 de outubro às 21h45, com a presença do autor


Primitive reason

“Primitive reason” ou a razão antes das coisas.
Não somos nós que decidimos a forma das coisas, mas são as coisas em nós que decidem a sua forma”
B. Espinosa

Regresso inúmeras vezes a um mesmo lugar. Tantas são as vezes que o mundo chega a caber numa deambulação claustrofóbica de idas e voltas onde a “casa” passa a ser lugar indistinto.

Anula-se a nomeação interior/exterior para se reconstruir a inicial coincidência entre o sentimento e o que a vista alcança. Momento único e extraordinário esse em que me esqueço de razões para partir com e pelas imagens, sobretudo as fotográficas! E elas já lá estão nesse lugar, antecipando-se à presença do meu corpo, à minha visão e ao que eu pensei ou possa vir a pensar. Mesmo na temporária ausência ou na involuntária distância, está lá o mar e a sua (im)possível infinitude que se desfaz perpetuamente na areia da praia; está lá uma miríade de pegadas, quais esboços de fugas perante a inconsciente completude do mar e a desconcertante fragilidade de um emaranhado vegetal/visceral...sentimentos tão díspares quanto “primeiros” que não procuram qualquer tipo de legitimação a não ser a que decorre da arritmia do(s) espaço(s) e do fulgor de um único horizonte.

Rui Apolinário, Agosto de 2018


Local


Galeria Espaço AO NORTE
Praça D. Maria II, n.º 113, r/c
4900-489 Viana do Castelo

De segunda a sexta-feira, das 10h00 às 13h00 e das 14h30 às 18h30


Organização

Oficina de Fotografia da AO NORTE



Francisco Rui Apolinário Correia nasceu em S. João da Madeira em 1961. Licenciou-se em Filosofia na Universidade Católica Portuguesa (Faculdade de Filosofia de Braga). Frequentou o atelier de fotografia com o professor Aníbal Lemos no Centro de Arte de S. João da Madeira (entre 1988 e 1991) onde obteve formação nas áreas de processamento químico de películas fotográficas a preto e branco, diapositivos e impressão de fotografia (química). Posteriormente experienciou vários “workshops” na área da impressão (química) de imagens fotográficas a preto e branco, nos laboratórios do Centro Português de Fotografia, assim como no Laboratório “La Chambre Noir” em Paris sob orientação de Guillaume Geneste. Desde 2008 até ao corrente ano, tem vindo a frequentar acções de formação na área da fotografia digital (recolha, tratamento e impressão digital). Na qualidade de fotógrafo tem vindo a expor quer individualmente, assim como tem participado em diversas exposições coletivas, onde se inclui a presença na 9ª Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira em representação da Cooperativa Árvore.

Ao longo do seu percurso como fotógrafo, colaborou com várias companhias de teatro no âmbito da fotografia de cena, nomeadamente com “Os Comediantes/Porto”, com o “Teatro Universitário de Aveiro”, com o “TRIGO LIMPO teatro ACERT/Tondela”, com o grupo de teatro “Fatias de Cá/Tomar”, assim como em projectos educativos/formativos em diversas instituições tais como, o Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro, a Escola Superior de Teatro e Cinema/Amadora, a Escola Superior de Educação de Coimbra/Licenciatura em Teatro e Educação, na ESMAE/Licenciatura em Teatro/Variante Interpretação/Porto, entre outras. Paralelamente, tem vindo a desenvolver novos projetos fotográficos, para além da continuada prática da fotografia analógica como é o caso da fotografia estenopeica (pinhole).


design by . publiSITIO . 2018